Fruto de um convênio entre o Governo do Estado e a Agência Nacional de Águas (ANA), o projeto executivo do Sistema Seridó está em fase conclusão com investimentos de R$ 5,5 milhões. Além dos projetos básicos de adutoras, ele também está projetando suas interligações, a partir da Barragem de Oiticica, após sua conclusão, e da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

O custo estimado para a execução da obra é de R$ 150 milhões. As alternativas dos traçados das adutoras que estão sendo projetadas foram discutidas com toda sociedade da região, através de audiências públicas. Como resultado da alternativa escolhida, está prevista a implantação de dois eixos adutores para a região, dividida entre Seridó Norte e Seridó Sul.

Para o Seridó Norte, a captação ocorrerá na barragem Armando Ribeiro Gonçalves (Captação Jucurutu) e a adução seguirá para os municípios de Jucurutu, Florânia, São Vicente, Currais Novos, Acari e Serra de Santana.

Para o Seridó Sul, o sistema é composto por vários trechos dispostos no território, cada um exercendo uma função específica no contexto da solução conjunta. O Projeto Seridó também considera o aporte de água a partir do Sistema Operacional do Projeto de Integração do São Francisco (PISF), na Bacia do rio Piranhas.